ipca
0,48 Set.2018
selic
6,5 19.Set.2018
Topo

Elite internacional abordará desafios mundiais no XI Fórum Econômico Astana

16/05/2018 05h28

Astana, 16 mai (EFE).- Cerca de 5 mil delegados de 80 países começaram, nesta quarta-feira, a chegar à capital do Cazaquistão para assistir ao XI Fórum Econômico Astana (AEF, sigla em inglês), onde debaterão as tendências econômicas mundiais com vistas ao desenvolvimento sustentado.

Na chamada Cúpula de Desafios Globais, cerca de 450 políticos, cientistas, economistas, jornalistas e outros profissionais de 24 nacionalidades participarão de aproximadamente 100 sessões e mesas-redondas programadas para os dias 17 e 18 e se reunirão no próximo sábado para conversas a portas fechadas.

Entre os oradores estão o co-fundador da Apple, Steve Wozniak, o ex-presidente da França, François Hollande, o ex-secretário-geral da ONU, Ban Ki-Moon, o físico e futurólogo, Michio Kaku e o ex-economista chefe da Goldman Sachs e criador do BRICS, Jim O'Neill.

O vice-presidente do comitê organizador do AEF e ministro da Economia do Cazaquistão, Timur Suleimenov, disse que a Cúpula de Desafios Globais se transformará em um elemento importante do processo de tomada de decisões estratégicas da nação centro-asiática.

"O objetivo mais importante do AEF este ano é proporcionar à comunidade especialista, a elite tecnológica, funcionários governamentais, visionários e líderes de grandes corporações uma plataforma para buscar respostas e decisões significativas em escala global", explicou Suleimenov.

O subdiretor do Instituto de Estudos Estratégicos do Cazaquistão, Sanat Kushkumbayev, disse que as discussões na AEF ajudarão os especialistas e políticos cazaques a mapear a estratégia de desenvolvimento nacional do país para os próximos anos.

"Os países que se concentram nas exportações de recursos naturais e mão de obra mal remunerada são cada vez menos competitivos. Essa é exatamente a razão pela qual precisamos desenvolver uma economia inovadora, baseada no conhecimento e tecnologias. Este é o objetivo desses fóruns", sustentou.

O fórum abordará 11 temas de economia global tais como: Economia Unificada, Estratégia Global, Urbanização, Sustentabilidade, Energia Limpa, Singularidade, Mundo Digital, Futuro do Dinheiro, Segurança Global, Nova Humanidade e Longevidade.

Os organizadores afirmaram que durante o AEF será proposto uma nova agenda política de comércio para a Ásia Central em uma tentativa por impulsionar o comércio na região.

O Cazaquistão utilizará o conhecimento e experiência dos participantes para desenvolver novos catalisadores que estimulem a atividade empresarial, um dos principais defensores de sua Estratégia 2050, um projeto que buscar colocar o país entre as 30 economias mais importantes do mundo.

Segundo os organizadores, durante a última década mais de 50 mil delegados de 150 países participaram do fórum, incluindo 20 vencedores do Prêmio Nobel.

Além disso, durante o evento anual, mais de 300 memorandos e acordos foram assinados por um total de US$ 20 bilhões.

Newsletters

Receba dicas para investir e fazer o seu dinheiro render.

Quero receber

Mais Economia