PUBLICIDADE
IPCA
0,87 Ago.2021
Topo

Barril do Texas fecha em forte queda de 4%

25/05/2018 17h04

Nova York, 25 mai (EFE).- O barril do Petróleo Intermediário do Texas (WTI, leve) fechou nesta sexta-feira em forte baixa de 4%, cotado a US$ 67,88, após a divulgação de relatórios que antecipam a possibilidade de que sejam limitados os cortes na produção da matéria-prima aprovados em 2016.

Ao final do pregão na Bolsa Mercantil de Nova York (Nymex), os contratos futuros do WTI para entrega em julho caíram US$ 2,83 em relação ao valor de ontem.

Segundo os relatórios que deixaram os investidores em alerta, Arábia Saudita e Rússia são favoráveis a acabar gradualmente com os cortes na produção de petróleo aprovados no final de 2016 e que têm sido renovados desde então.

A informação surgiu após uma reunião em São Petersburgo entre os ministros de Energia de Rússia e Arábia Saudita, Alexander Novak e Khalil al Falih, respectivamente.

Novak alegou que chegou o momento de considerar medidas para modificar gradualmente as cotas na produção que foram estabelecidas em 30 de novembro de 2016 pela Opep e respaldadas pela Rússia para se atingir um corte de 1,8 milhão de barris diários.

A alteração desses limites de produção é justificada pela redução da produção da Venezuela e a possibilidade de que o Irã perca acesso aos mercados devido a sanções que os EUA ameaçaram retomar.

Com a queda de hoje, o WTI sofreu desvalorização de 4,77% nesta semana. Na segunda-feira, o barril chegou a US$ 72,24, maior preço desde o final de novembro de 2014.

Por sua vez, os contratos de gasolina com vencimento em junho, ainda o mês de referência, caíram US$ 0,05, para US$ 2,18 o galão. Já os de gás natural com vencimento no mesmo mês fecharam estáveis, a US$ 2,94 por cada mil pés cúbicos.

PUBLICIDADE