IPCA
0.43 Fev.2019
Topo

Trump defende tarifas e exige que EUA sejam tratados de forma "justa"

2018-06-02T15:53:00

02/06/2018 15h53

Washington, 2 jun (EFE).- O presidente americano, Donald Trump, defendeu neste sábado sua decisão de impor tarifas às importações de aço e alumínio de União Europeia (UE), Canadá e México, e reiterou seu pedido para que os Estados Unidos sejam tratados de "forma justa".

"Os EUA devem, finalmente, ser tratados de forma justa no comércio. Se cobramos ZERO a um país por vender seus produtos, e de nós cobram 25, 50 ou inclusive 100% para vender os nossos, é INJUSTO e não se pode tolerar", disse Trump na sua conta no Twitter.

"Isso não é Comércio Livre ou Justo, é um Comércio Estúpido!", acrescentou o presidente americano.

As palavras de Trump chegam justamente um dia depois da entrada em vigor das tarifas dos EUA sobre a importação de aço e alumínio de UE, Canadá e México.

Essas tarifas são o passo mais agressivo dado até agora por Trump em seu desafio ao sistema de livre-comércio global, já que é o primeiro dirigido diretamente contra alguns dos seus aliados mais próximos.

Canadá e UE já denunciaram os EUA na Organização Mundial do Comércio (OMC), que se transformou no árbitro da guerra comercial.

Além disso, a decisão de Trump foi tomada apenas uma semana antes da viagem à cúpula do G7, organizada pelo Canadá, um dos principais afetados por ser o maior exportador de aço aos EUA, e onde se encontrará com o primeiro-ministro Justin Trudeau, a chanceler da Alemanha, Angela Merkel, e o presidente da França, Emmanuel Macron, entre outros.

Por sua vez, o ministro de Comércio Internacional do Reino Unido, Liam Fox, anunciou hoje que seu governo abordará no G7 com Trump possíveis isenções às tarifas, que tachou de "ilegais".

Mais Economia