Bolsas

Câmbio

Suíços rejeitam que Banco Nacional seja único com poder para emitir dinheiro

Genebra, 10 jun (EFE).- Os suíços rejeitaram em referendo votado neste domingo uma iniciativa popular que dava ao Banco Nacional da Suíça (BNS) poderes plenos e exclusivos para a criação de dinheiro, o que segundo os impulsores da consulta teria o efeito de garantir a estabilidade financeira do país.

Essa proposta foi rejeitada com 74% dos votos contra, segundo as estimativas da empresa de pesquisas gfs.bern, citada por diferentes veículos de imprensa suíços.

A iniciativa implicava uma reforma radical do atual sistema monetário do país, no qual o Banco Nacional da Suíça emite cédulas e moedas que só representam 10% do que está em circulação.

O resto consiste em "moeda escritural", ou seja, que só existe de forma eletrônica em uma conta bancária, que os bancos comerciais criam através dos créditos que aprovam, tanto para empresas como para pessoas físicas, em vez de utilizarem o dinheiro que os clientes depositaram.

Os autores da iniciativa - um coletivo que reuniu indivíduos de diferentes perspectivas, incluindo economistas e professores - desejava dar fim ao atual sistema em troca de outro que, segundo eles, serviria melhor para proteger o dinheiro dos clientes dos bancos e prevenir as crises financeiras.

O governo suíço se opôs desde o princípio a esta mudança pelo impacto que teria na atividade comercial dos bancos - um setor do qual dependem 5,6% dos empregos e 9,1% do PIB do país -, que sentiriam mais dificuldade para financiar empréstimos, entre outros problemas antecipados.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos