ipca
0,48 Set.2018
selic
6,5 19.Set.2018
Topo

BID recomenda que burocracia seja digitalizada na América Latina

11/06/2018 11h25

Washington, 11 jun (EFE).- A digitalização dos processos burocráticos reduz a corrupção e pode diminuir os custos dos governos da América Latina e do Caribe, apontou um estudo divulgado nesta pelo Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID).

O relatório "Fim dos Trâmites Eternos: Cidadãos, Burocracia e Governo Digital" revelou que a realização presencial de procedimentos custa até 40 vezes mais aos governos locais do que um serviço equivalente feito em uma plataforma digital.

Por esse motivo, o BID recomendou aos países da região dar passos para evoluir na digitalização da democracia. Enquanto na União Europeia é possível iniciar 81% dos processos pela internet, na América Latina apenas 7% das pessoas realizaram seu último procedimento burocrático através de ferramentas digitais.

Além disso, a análise do BID descobriu que somente a metade dos processos é resolvida em apenas uma interação entre cidadão e órgão público. Em mais de 25% deles são precisos pelo menos três interações entre as partes.

Os pesquisadores também descobriram que o custo da burocracia é maior para as pessoas de menor renda, já que elas têm menos flexibilidade em seus horários de trabalho e perdem dinheiro quando precisam passar horas nas filas dos órgãos públicos.

Para atenuar a situação, o BID aconselhou os governos da região a eliminar procedimentos "desnecessários, redundantes e obsoletos", destinando assim recursos para a digitalização da burocracia.

"Esse estudo apresenta um roteiro para fazer reformas de simplificação e digitalização de trâmites focados na experiência dos cidadãos e fazendo uso estratégico de instrumentos digitais", afirmou a gerente do Departamento de Instituições para o Desenvolvimento do BID, Ana María Rodríguez-Ortiz.

Newsletters

Receba dicas para investir e fazer o seu dinheiro render.

Quero receber

Mais Economia