ipca
-0,21 Nov.2018
selic
6,5 31.Out.2018
Topo

Elon Musk anuncia que Tesla demitirá 9% dos funcionários

12/06/2018 19h20

Washington, 12 jun (EFE).- Elon Musk anunciou nesta terça-feira que a fabricante de automóveis elétricos de luxo Tesla demitirá 9% dos funcionários para mostrar que pode ser rentável, após ter sido incapaz de lucrar ao longo dos 15 anos de história.

Musk comunicou em carta aos funcionários da Tesla que começou a informar os afetado depois de "avaliar de forma detalhada cada posição" e "avaliando as capacidades específicas de cada indivíduo".

A medida significará a saída de aproximadamente 4.100 empregados dos 46 mil. As demissões não afetam os operários de fábrica que produzem os veículos.

O multimilionário fundador da companhia também transmitiu aos funcionários que a Tesla não renovará o acordo com a Home Depot pelo qual aluga espaço em 800 estabelecimentos para vender produtos de painéis solares domésticos.

"Somos uma pequena empresa em um dos setores mais duros e competitivos da Terra, no qual simplesmente sobreviver, não crescer, já é uma forma de vitória (Tesla e Ford são as únicas companhias de automóveis dos EUA que não se declararam em moratória)", acrescentou Musk.

Em maio, Musk anunciou uma profunda reorganização da Tesla perante as dificuldades econômicas da empresa, incapaz de gerar lucro e de alcançar as metas de produção com seu último modelo, Model 3.

A Tesla aumentou as suas perdas em 97,5%, até US$ 784,6 milhões, no primeiro trimestre do ano, embora o faturamento tenha aumentado 26,4% e chegado a US$ 3,408 bilhões.

Musk negou que a empresa tenha problemas financeiros, embora os principais analistas do setor assinalem que a fabricante está consumindo rapidamente suas reservas de capital e provavelmente necessitará dinheiro no final deste ano ou no início do próximo para se manter flutuando.

Mais Economia