ipca
0,45 Out.2018
selic
6,5 31.Out.2018
Topo

Dow Jones fecha em baixa de 0,43%

02/11/2018 17h51

Nova York, 2 nov (EFE).- O índice Dow Jones Industrial fechou nesta sexta-feira em baixa de 0,43%, após uma jornada de volatilidade marcada pelas dúvidas em matéria comercial e pela forte queda da Apple.

Ao final do pregão, o principal indicador da Bolsa de Nova York perdeu 109,91 pontos e ficou com 25.270,83. Já o seletivo S&P 500 caiu 0,63%, até 2.723,06, enquanto o índice composto da Nasdaq recuou 1,04%, para 7.356,99 pontos.

A bolsa nova-iorquina viveu uma jornada de altos e baixos, na qual o Dow Jones chegou a subir quase 200 pontos e a perder 300, para finalmente terminar em um ponto intermediário.

Os investidores se moveram em boa medida ao ritmo das notícias do setor comercial, depois que uma informação indicou que os Estados Unidos e a China poderiam estar perto de um acordo.

No entanto, essa possibilidade foi desmentida por Larry Kudlow, assessor econômico da Casa Branca, o que fez a bolsa cair rapidamente.

O mercado se recuperou parcialmente no final do pregão, depois que o presidente americano, Donald Trump, se mostrou otimista sobre as possibilidades de resolver as disputas comerciais com Pequim.

O outro grande protagonista da jornada foi a Apple, cujas ações caíram hoje 6,63%, em reação aos seus resultados trimestrais, nos quais registrou uma estagnação nas vendas do iPhone, com números abaixo das expectativas dos investidores.

A empresa californiana arrastou o setor tecnológico, que liderou as perdas com um retrocesso de 1,89%, seguido do imobiliário (-0,93%) e dos serviços de comunicação (-0,82%).

Do outro lado, os únicos setores que acabaram o dia com números verdes foram o financeiro (0,01%) e o de bens de consumo não essenciais (0,41%).

Entre os 30 componentes do Dow Jones, as maiores perdas foram as da Apple, seguidas pelas ações de Intel (-2,3%), Pfizer (-1,69%) e Boeing (-1,47%).

Entre os lucros se destacaram as das duas maiores petrolíferas americanas, Chevron e ExxonMobil, após apresentarem contas trimestrais melhores que o esperado. A primeira fechou o dia com uma alta de 3,2%, enquanto a segunda avançou 1,59%.

Em outros mercados, a onça do ouro caía para US$ 1.234,60, enquanto o rendimento do bônus do Tesouro a 10 anos subia até 3,22%.

Mais Economia