ipca
0,45 Out.2018
selic
6,5 31.Out.2018
Topo

Fed inicia reunião que pode indicar possível aumento dos juros em dezembro

07/11/2018 14h42

Washington, 7 nov (EFE).- O Federal Reserve (Fed, banco central) dos Estados Unidos deu início nesta quarta-feira a uma nova reunião de dois dias sobre política monetária, na qual analisará um provável novo aumento das taxas de juros antes do fim de ano diante das boas perspectivas econômicas.

O Comitê Federal de Mercado Aberto (FOMC, na sigla em inglês) publicará amanhã às 14h locais (17h em Brasília) o seu comunicado após a reunião, no qual deve adiantar sua intenção de prosseguir no ritmo de ajuste monetário gradual.

O Fed elevou as taxas de juros em três ocasiões neste ano, até a categoria atual de entre 2% e 2,25%.

Os analistas não esperam que haja um anúncio a respeito no comunicado, mas concordam que haverá indícios de um provável aumento dos juros na última reunião do ano do banco central, que acontece em meados de dezembro.

Os índices econômicos nos EUA mantiveram os bons resultados, com uma taxa de desemprego que fechou outubro em 3,7%, o menor há quase meio século; e um ritmo de crescimento que no terceiro trimestre chegou a 3,5% em estimativa anual.

No final de outubro, Richard Clarida, vice-presidente do Fed, ressaltou que o ajuste monetário "gradual" é "adequado", ao indicar que o "crescimento da economia pode ser maior e a taxa de desemprego estrutural menor do que teria pensado vários anos atrás".

Além disso, a reunião do banco central acontece em um momento de crescente atenção por causa das críticas feitas pelo presidente americano, Donald Trump, que afirmou que não estava "feliz" com o aumento gradual da taxa de juros, já que, para ele, pode prejudicar o crescimento econômico.

Mais Economia