ipca
0,45 Out.2018
selic
6,5 31.Out.2018
Topo

Barril do Texas fecha em baixa de 0,8%

09/11/2018 18h56

Nova York, 9 nov (EFE).- O preço do Petróleo Intermédio do Texas (WTI, leve) fechou nesta sexta-feira em baixa de 0,8%, cotado a US$ 60,19 o barril, após outra sessão de queda, a décima consecutiva, uma sequência histórica que afunda ainda mais seu valor em sua recém iniciada fase de baixa.

Ao final das operações na Bolsa Mercantil de Nova York (Nymex), os contratos futuros do WTI para entrega em dezembro caíam US$ 0,48 em relação ao pregão anterior.

O mercado do petróleo nos EUA entrou na quinta-feira em uma fase que os analistas consideram de baixa ("bear market", em inglês), depois que o preço do barril do Texas, de referência, caiu 20% em relação ao seu valor máximo registrado no dia 3 de outubro, de US$ 76,90.

Além disso, a sequência de dez dias de baixas que os contratos estão registrando é a mais longa do WTI desde 1984. O preço do barril chegou a tocar hoje os US$ 59,26, seu nível mais baixo em nove meses.

As baixas foram impulsionadas por um aumento na produção de EUA, Arábia Saudita e Rússia, paralelo à entrada em vigor das sanções de Washington a Teerã e à isenção temporária dada a oito países que são os maiores importadores de petróleo iraniano.

Às dúvidas sobre a oferta e a demanda global de petróleo em relação a essas sanções se juntaram em outubro aos temores de um arrefecimento no crescimento da economia global e à queda sofrida pela bolsa nos EUA.

Por outro lado, hoje a empresa privada Baker Hughes anunciou que os EUA ganharam esta semana 12 plataformas petrolíferas, o maior aumento desde o final de maio. O número total está em 886 plataformas, a mais alta desde março de 2015.

Os preços dos contratos de gasolina com vencimento em dezembro caíram mais de US$ 0,02, para US$ 1,62 o galão, enquanto os de gás natural, com vencimento no mesmo mês, subiram quase US$ 0,18, para US$ 3,72 por cada mil pés cúbicos.

Mais Economia