ipca
-0,21 Nov.2018
selic
6,5 31.Out.2018
Topo

Dow Jones fecha em forte baixa de 3,1%

04/12/2018 20h18

Nova York, 4 dez (EFE).- O índice Dow Jones Industrial fechou nesta terça-feira em forte baixa de 3,1%, em meio a preocupações dos investidores com uma desaceleração do crescimento econômico dos Estados Unidos.

Ao final do pregão, o principal indicador da Bolsa de Nova York perdeu 799,36 pontos e ficou com 25.027,07. Já o seletivo S&P 500 caiu 3,24%, para 2.700,06, enquanto o índice composto da Nasdaq despencou 3,8% e fechou aos 7.158,43 pontos.

Por setores, a única alta foi para o de empresas de serviços públicos (0,15%), correlacionado de forma inversa com o financeiro (-4,4%), impactado negativamente pelos resultados dos principais bancos do país, entre eles o Bank of America (-5,43%) e o Citigroup (-4,45%).

Outros setores fortemente prejudicados hoje foram o industrial (-4,35%), o de bens não essenciais (-3,91%) e o tecnológico (-3,86%).

O pregão nova-iorquino teve um dia para ser esquecido, que os analistas atribuem em parte a uma baixa na rentabilidade dos bônus públicos e às dúvidas sobre os efeitos da trégua comercial alcançada entre EUA e China.

O rendimento dos bônus do Tesouro a três anos ultrapassou nesta segunda-feira o dos de cinco anos, movimento que para muitos é sinal da aproximação de uma recessão, embora possa estar a anos de distância, o que incitou os operadores a vender ações dos bancos.

Por outra parte, a trégua comercial de 90 dias estabelecida entre Washington e Pequim para tentar chegar a um acordo, que na segunda-feira fez Wall Street disparar, hoje gerou dúvidas por divergências da Casa Branca sobre sua entrada em vigor e por tweets do presidente Donald Trump, que disse ser um "homem de tarifas".

Entre as 30 ações cotadas no Dow Jones Industrial, o maior baque foi para Caterpillar (-6,93%) e Boeing (-4,85%), sensíveis às tensões comerciais, seguidas por Intel (-4,75%), DowDuPont (-4,51%), JPMorgan (-4,46%), Apple (-4,4%), Visa (-4,39%) e American Express (-4,2%).

Em outros mercados, a onça do ouro subia para US$ 1.243.70, enquanto o rendimento do bônus do Tesouro a 10 anos recuava até 2,914%.

Mais Economia