PUBLICIDADE
IPCA
0,87 Ago.2021
Topo

Huawei vai ter lucro US$ 30 bilhões menor devido a veto dos EUA, diz fundador

17/06/2019 06h41

Pequim, 17 jun (EFE).- O fundador e executivo-chefe da Huawei, Ren Zhengfei, previu nesta segunda-feira que a receita da empresa chinesa vai ser US$ 30 bilhões menor do que a esperada, após o veto dos Estados Unidos a seus produtos.

Ren afirmou que o faturamento derivado de vendas cairá US$ 100 bilhões este ano e no ano que vem, o que vai representar uma redução de cerca de 10% em relação aos dados de 2018.

No começo do ano, Ren tinha explicado em entrevista que a previsão da empresa era atingir US$ 125 bilhões em receita este ano.

Apesar disso, em uma mesa-redonda realizada hoje na sede da empresa, em Shenzhen, no sudeste da China, Ren afirmou que nos próximos dois anos vai reduzir a capacidade da empresa, embora tenha vislumbrado que a partir de 2020 "pode-se voltar a entrar em uma rota de crescimento".

O veterano empresário afirmou que os "revezes" enfrentados pela Huawei "não foram provocados por empresas americanas", mas por "políticos", em uma clara referência ao governo comandado por Donald Trump, que afirma que a empresa chinesa é um perigo para sua segurança nacional.

"O governo dos Estados Unidos está decidido a tomar medidas extremas contra a Huawei, mas estas medidas restritivas não nos deterão", afirmou Ren, se mostrando otimista em relação à cooperação futura com empresas americanas, apesar de Washington ter proibido esse contato recentemente.

"Nos últimos 30 anos, o desenvolvimento da Huawei recebeu apoio de empresas de todo o mundo. No passado, quando ainda não éramos tão fortes, estávamos decididos a trabalhar junto com empresas americanas. No futuro estaremos ainda mais decididos a trabalhar com empresas americanas", declarou Ren. EFE

PUBLICIDADE