PUBLICIDADE
IPCA
+0,53 Jun.2021
Topo

Google confirma saída do mercado de tablets e focará em notebooks

21/06/2019 16h54

San Francisco (EUA), 21 jun (EFE).- Depois de algumas especulações, o Google confirmou que deixará de produzir tablets, uma decisão em parte motivada pelo fracasso de Pixel Slate, lançado em outubro do ano passado e muito criticado pelos usuários.

A informação sobre a saída do Google do mercado de tablets já havia circulado na imprensa especializada nos Estados Unidos, mas foi anunciada oficialmente pelo vice-presidente de Aparelhos e Serviços do Google, Rick Osterloh, em postagem feita no Twitter.

"Ei, é verdade.. o time de hardware do Google focará somente em construir laptops no futuro, mas não se enganem. Os times do Android e do Chrome OS estão 100% comprometidos no longo prazo em trabalhar com nossos parceiros em tablets para todos os segmentos do mercado (consumidores, empresas, educação)", escreveu o executivo.

Parte dos recursos antes destinados aos tablets, segundo o Google, serão agora destinados ao desenvolvimento de notebooks como o Pixelbook, a aposta da empresa no setor de computadores portáteis.

Além disso, Osterloh garantiu que o Google continuará oferecendo apoio técnico completo aos clientes que comprar um Pixel Slate.

Os tablets do Google nunca chegaram a ser um ator destacado no mercado, dominado com ampla vantagem pelo iPad e por modelos produzidos pela Samsung.

Segundo dados do site "Statcounter", o Pixel State representou apenas 0,3% das vendas de tablets nos Estados Unidos em maio. Em nível mundial, o percentual foi de 0,35%.

O Pixel State foi lançado no início de outubro do ano passado. Como novidade, o tablet trazia o Chrome OS, sistema para notebooks da empresa, com uma interface otimizada para touchscreen, que rodava aplicativos do Android e também do Linux. EFE