IPCA
0,51 Nov.2019
Topo

Comissários da UE e ministros do Mercosul se reunirão para discutir acordo

25/06/2019 11h00

(Acrescenta nomes dos ministros que participarão do jantar).

Bruxelas, 25 jun (EFE).- Os comissários europeus de Comércio, Cecilia Malmström; de Agricultura, Phil Hogan; e de Crescimento e Investimentos, Jyrki Katainen, se reunirão nesta quarta-feira em um jantar de negócios com ministros do Mercosul para discutir os progressos na negociação do acordo de livre-comércio entre os blocos, que entra em uma fase decisiva após quase duas décadas.

Malmström, Hogan e Katainen informaram aos demais comissários em sua reunião semanal realizada nesta terça-feira sobre os avanços nestas conversas técnicas com os negociadores chefes do Mercosul, disse o porta-voz chefe da Comissão Europeia, Margaritis Schinas.

Além do chanceler Ernesto Araújo, estarão presentes no jantar os ministros das Relações Exteriores de Argentina, Jorge Faurie; Paraguai, Luis Alberto Castiglioni; e Uruguai, Rodolfo Nin Novoa.

Nesse encontro será abordado o progresso até o momento no acordo, que se acelerou nas últimas semanas, e também os detalhes pendentes para concluí-lo e como resolvê-los.

Após o jantar será decidido se é necessário que continuem as conversas técnicas.

Os negociadores de ambas as partes vêm se reunindo desde a última sexta-feira em Bruxelas, discussões que continuam durante o dia de hoje para tentar resolver as últimas diferenças e que fontes da União Europeia (UE) classificaram como "um bom sinal".

"A negociação está no ponto em que, embora haja movimento em alguns níveis, nada está estipulado até que tudo esteja estipulado", ressaltaram as fontes.

As negociações para um amplo acordo de associação - baseado na cooperação, no diálogo político e no livre-comércio - entre a UE e o Mercosul se iniciaram em Buenos Aires em abril de 2000 e desde então foram realizadas mais de 30 rodadas de negociação.

Depois que o presidente Jair Bolsonaro disse no início de junho que o acordo é "iminente", a Comissão Europeia mostrou cautela e advertiu que ainda havia "trabalho técnico" pendente antes de ser possível fechar o tratado comercial entre a UE e o Mercosul após duas décadas de negociações.

Por sua vez, Malmström considerou na semana passada que existe uma "boa probabilidade" de este acordo comercial ser concluído antes de novembro deste ano, quando acaba o mandato da atual Comissão Europeia, que negocia em nome dos Estados-membros da UE. EFE

Economia