PUBLICIDADE
IPCA
0,64 Set.2020
Topo

Rússia e Arábia Saudita apoiarão extensão de acordo de cortes de petróleo

29/06/2019 08h15

Moscou, 29 jun (EFE).- Rússia e Arábia Saudita concordaram neste sábado em apoiar na próxima semana o prolongamento do acordo "OPEP+", selado em dezembro do ano passado entre a Organização dos Países Exportadores de Petróleo e outros dez países para reduzir as provisões de petróleo e evitar assim uma queda dos preços.

"Eu gostaria de informar - já que é de certa importância para os mercados - que tanto a Rússia como a Arábia Saudita decidiram prolongar o acordo", que vence no domingo, disse o presidente russo, Vladimir Putin, em entrevista coletiva ao término da Cúpula do G20 na cidade japonesa de Osaka, segundo a agência "Interfax".

O presidente russo fez estas declarações depois de se reunir neste sábado com o príncipe herdeiro da Arábia Saudita, Mohammad bin Salman.

Putin esclareceu que ainda não está claro se o pacto se prolongará por seis ou nove meses, mas sugeriu que poderia ser a segunda opção.

A OPEP e seus aliados realizarão na segunda e na terça-feira em Viena sua primeira reunião ministerial de 2019, e os mercados esperam que decidam manter até o final do ano, ou inclusive por mais tempo, o corte de produção de petróleo que vence neste domingo após entrar em vigor no último dia 1º de janeiro.

O acordo pactuado em dezembro de 2018 representou a redução da oferta conjunta do grupo em 1,2 milhão de barris diários (mbd) em relação ao nível que tinha em outubro, a fim de reduzir a oferta excedentária e conter a queda dos preços.

Do citado volume, 800.000 bd correspondem à OPEP, distribuído proporcionalmente entre 11 dos 14 sócios, já que Irã, Venezuela e Líbia ficaram exonerados do compromisso devido às involuntárias quedas das suas extrações por diversas razões.

Por sua vez, os outros dez aliados, entre eles Rússia, México e Cazaquistão, se comprometeram a diminuir os restantes 400.000 bd. EFE