PUBLICIDADE
IPCA
0,86 Out.2020
Topo

Aldeões libertam 14 funcionários da Ecopetrol retidos em planta na Colômbia

14/07/2019 14h59

Bogotá, 14 jul (EFE).- Os 14 funcionários da estatal petrolífera colombiana Ecopetrol que foram retidos no sábado por pelo menos 100 pessoas que invadiram sem autorização à Planta de Gás Gibraltar, situada no nordeste do país, recuperaram a liberdade, informaram neste domingo fontes oficiais.

"Já estão novamente em liberdade. As autoridades já estão dialogando com os manifestantes", disse aos jornalistas o secretário de Governo do departamento de Norte de Santander, Luis Alberto Acevedo.

A empresa manifestou ontem que "cerca de 100 pessoas invadiram de maneira violenta a planta", situada em uma zona rural do município de Toledo, em Norte de Santander, após romperem a cerca externa da instalação e ingressar "de forma abrupta, pondo em risco a vida das pessoas e a operação e integridade" da infraestrutura.

Diante da situação, o governo indicou no Twitter que realizou "um Conselho Extraordinário de Segurança em Toledo com o objetivo de adotar medidas que permitam garantir a segurança e convivência cidadã frente à situação apresentada na Planta de Gás Gibraltar".

A libertação, que aconteceu ontem à noite, necessitou da intervenção de funcionários da Defensoria Pública que dialogaram com os aldeões.

No entanto, os manifestantes permanecem dentro da planta para pedir a Ecopetrol e ao Governo nacional o cumprimento de vários acordos assinados em 2016.

"A Ecopetrol não cumpriu com os compromissos adquiridos nas mesas de trabalho", sustentaram os aldeões em comunicado.

Concretamente, os habitantes pedem melhorias trabalhistas, investimento social e reparação das vias da zona. EFE