PUBLICIDADE
IPCA
0,86 Out.2020
Topo

Fortaleza negocia abertura de rotas aéreas com Bogotá e Santiago

28/07/2019 12h50

São Paulo, 28 jul (EFE).- O Aeroporto Internacional de Fortaleza está negociando a abertura de rotas aéreas com Bogotá, na Colômbia, e Santiago, no Chile, informou à Agência Efe o governador do Ceará, Camilo Santana.

"Atualmente já temos quase 50 voos internacionais no aeroporto de Fortaleza e temos boas perspectivas de novas frequências para a América Latina, que ainda estão em negociação, como as rotas para Santiago e Bogotá", disse o governador, que não revelou quais companhias operariam os voos.

Além disso, Camilo Santana afirmou que existe a "intenção de aumentar a frequência" de um voo semanal entre Fortaleza e Buenos Aires, operado pela Gol.

O Aeroporto Internacional de Fortaleza, gerenciado pela empresa alemã Fraport, tem voos diretos a destinos como Madri (a partir de 1º de dezembro), Paris, Amsterdã, Cidade do Panamá, Miami e Lisboa, entre outros.

Considerado uma porta de entrada no Brasil por sua situação geográfica, o aeroporto da capital cearense registrou "um aumento de 108,3% no número de passageiros internacionais nos cinco primeiros meses de 2019", para um total de 226.275 visitantes, ressaltou Camilo Santana.

"O Ceará vive um momento muito importante de fortalecimento do nosso turismo e da nossa economia como um hub aéreo, que multiplicou o número de visitantes a cada mês, principalmente os procedentes de outros países", destacou.

Além disso, o governador declarou que "está sendo negociado" um aumento dos projetos de escalas ou conexões gratuitas (stopover) de voos das companhias Air France e KLM para que seja possível que turistas estrangeiros fiquem em Fortaleza sem custo extra na passagem antes de viajarem para outros destinos no Brasil.

Este programa de stopover começará a funcionar com a companhia aérea portuguesa TAP, lembrou Camilo.

"Em breve será possível fazer uma parada adicional e estender a viagem em até cinco dias sem custos adicionais de tarifa. Essas conquistas consolidaram o Ceará como um dos principais pontos de conexão de voos internacionais no Brasil", frisou.

O estado receberá em breve outro investimento estrangeiro no setor aéreo, o da aeroportuária espanhola AENA, que em março venceu o leilão da Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) para assumir a administração, ampliação e exploração do aeroporto de Juazeiro do Norte pelos próximos 30 anos. EFE