IPCA
0,51 Nov.2019
Topo

Apple suspende programa de análise de conversas de usuários com a Siri

02/08/2019 16h38

San Francisco (EUA), 2 ago (EFE).- A Apple anunciou nesta sexta-feira que suspenderá temporariamente o programa com o qual contratava empresas terceirizadas para ouvir e analisar conversas entre usuários e a assistente virtual Siri, que acompanha iPhones, iPads, Macs e outros dispositivos.

"Nosso compromisso é oferecer uma grande experiência com a Siri protegendo a privacidade dos usuários. Enquanto realizamos uma revisão completa, estamos suspendendo as análises da Siri globalmente. Além disso, como parte de uma futura atualização de software, os usuários poderão optar por participar do programa", disse a empresa em comunicado.

Com o programa, a Apple contratava terceirizados para ouvir e analisar extratos das conversas que os usuários dos dispositivos da empresa têm com a Siri. O objetivo é garantir a qualidade do serviço e melhorar aspectos nos quais a inteligência artificial ainda apresenta falhas.

No entanto, o jornal britânico "The Guardian" revelou na semana passada que algumas das conversas ouvidas por humanos continham informações pessoais e confidenciais dos usuários dos aparelhos da Apple.

Uma denúncia similar já tinha sido feita pela imprensa belga contra o Google. O caso da Apple só ampliou o debate se as duas empresas estão violando a privacidade dos usuários, o que fez a companhia fundada por Steve Jobs suspender o programa de análises.

Outra medida tomada pela Apple é criar uma opção, que virá em uma futura atualização de software, para que os usuários que usem a Siri escolham se desejam participar deste programa de melhoria de qualidade da assistente.

Diante do grande número de polêmicas envolvendo a gestão dos dados dos usuários pelas empresas de tecnologia, a Apple sempre tentou se diferenciar e se apresentar como a protetora da privacidade.

Em algumas ocasiões, inclusive, diretores da empresa fizeram críticas diretas ao modo como as concorrentes tratam a questão. EFE

Economia