IPCA
0.19 Jul.2019
Topo

Influenciada por China e EUA, Tailândia anuncia redução da taxa de juros

07/08/2019 09h54

Bangcoc, 7 ago (EFE).- O Banco Central da Tailândia surpreendeu nesta quarta-feira ao baixar as taxas de juros em 25 pontos básicos após a desvalorização da moeda chinesa e a redução de juros nos Estados Unidos em meio a uma guerra comercial entre Pequim e Washington.

Com cinco votos a favor e dois contra, o comitê responsável baixou a taxa de juros de 1,75% para 1,50%, no mesmo dia em que a Índia e a Nova Zelândia também rebaixaram suas taxas e outros países da região estudam a possibilidade.

"O comitê considerou que a economia tailandesa irá se expandir a um ritmo menor do que o previsto anteriormente devido à diminuição das exportações de bens, o que começou a afetar a demanda interna", informou o ente regulador em um comunicado.

O Banco Central da Tailândia também revelou que as exportações estão menores por conta do enfraquecimento do comércio global devido a "tensões comerciais crescentes" e acrescentou que acompanhará de perto o comportamento da China e de outras economias avançadas.

Em meio à guerra comercial, o governo americano afirmou ontem que a China é um "manipulador de divisas" pela suposta intervenção feita por esse país para desvalorizar o iuane.

Pela primeira vez em dez anos, o Federal Reserv rebaixou as taxas de juros em 31 de julho devido ao enfraquecimento global que alguns analistas atribuem em parte ao conflito comercial entre o presidente americano, Donald Trump, e as autoridades chinesas. EFE

Mais Economia