Topo

Cotações


Reservas de divisas da China caem 0,5% em julho

07/08/2019 11h44

Pequim, 7 ago (EFE).- As reservas de divisas da China caíram 0,5% em julho e ficaram em US$ 3,104 trilhões, conforme dados oficiais divulgados nesta quarta-feira pela Administração Estatal de Divisas (Safe).

A redução de US$ 15,53 bilhões com relação às reservas de junho tem origem no fato de que as principais moedas caíram frente ao dólar por causa das incertezas nos mercados financeiros internacionais, de acordo com a porta-voz e economista-chefe da Safe, Wang Chunying.

Entre estes fatores, Wang destacou questões geopolíticas, como a situação do comércio global - afetado pelas disputas tarifárias entre Pequim e Washington -, a política monetária do Banco Central chinês e as perspectivas do "brexit".

Wang destacou, porém, que neste ano as reservas chinesas somaram US$ 310 bilhões, ou o mesmo que 1%.

Em sua análise, na qual não fez menção à desvalorização do iuane e nem a uma suposta guerra de divisas que estampou as capas de alguns jornais internacionais, indicou que a economia chinesa seguiu reforçando suas bases até conseguir "forte resistência e grande potencial", assim como "capacidade para lidar com golpes externos".

No entanto, Wang afirmou que num futuro próximo a situação política e econômica internacional continuará sendo "complicada e grave", graças ao crescimento do protecionismo "e do populismo", assim como à volatilidade dos mercados financeiros e às pressões em baixa sobre o crescimento global. EFE

Cotações