PUBLICIDADE
IPCA
0,64 Set.2020
Topo

Ações da GE caem em Wall Street após acusação de fraude por analista

15/08/2019 13h51

Nova York, 15 ago (EFE).- As ações da General Electric (GE) caíram cerca de 14% nesta quinta-feira na Bolsa de Wall Street depois que o analista Harry Markopolos, que denunciou o esquema fraudulento de pirâmide de Bernie Madoff, assegurou que as contas apresentadas são falsas e que empresa americana está à beira da falência.

Markopolos publicou um relatório que reflete uma enorme fraude da companhia no site www.GEfraud.com, no qual descreve um golpe "maior que o da Enron", que protagonizou um dos maiores escândalos financeiros da história.

"Minha equipe está há sete meses analisando a contabilidade da General Electric e acreditamos que a fraude de US$ 38 bilhões que encontramos é só a ponta do iceberg", assegurou o especialista em um relatório de 175 páginas, no qual acrescentou que o conglomerado tem um longo histórico de contas fraudulentas.

As fraudes começaram em 1995, quando a empresa era dirigida por Jack Welch, e se centraria no departamento de seguros de cuidados a longo prazo, no qual o ano passado foi preciso injetar US$ 15 bilhões.

Com a análise dos documentos apresentados pelas contrapartes da General Electric neste negócio, Markopolos afirmou que a empresa está registrando enormes perdas que acredita que só aumentarão com o tempo.

Além disso, também foram encontradas anomalias na contabilidade da Baker Hughes, o negócio da GE dedicado a gás e petróleo.

Por sua vez, a General Electric garantiu em comunicado que as "afirmações de Markopolos não têm base".

"A companhia nunca se reuniu, falou ou entrou em contato com Markopolos e estamos muito decepcionados que um indivíduo sem conhecimentos diretos da General Electric escolha apresentar acusações tão graves e não corroboradas", afirmou a companhia.

"A General Electric opera com os maiores níveis de integridade e respalda seus relatórios financeiros", acrescentou.

Markopolos é um especialista em contabilidade que ficou conhecido após apontar as irregularidades na estratégia de investimento de Madoff pelos elevados lucros para seus clientes, que o analista dizia ser impossíveis de obter.

Embora a princípio as denúncias tenham sido ignoradas, com a crise econômica de 2008 e a retirada de boa parte dos fundos se soube que, como Markopolos suspeitava, os investimentos de Madoff não tinham sido reais e que tratava-se de uma pirâmide financeira com a qual roubou cerca de US$ 65 bilhões. EFE