PUBLICIDADE
IPCA
0,64 Set.2020
Topo

Trump diz que aceita se reunir com Rohani se houver "circunstâncias corretas"

26/08/2019 13h27

Biarritz (França), 26 ago (EFE).- O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, declarou nesta segunda-feira durante a cúpula do G7 realizada na cidade de Biarritz, na França, que está disposto a se reunir com o presidente do Irã, Hassan Rohani, "se as circunstâncias forem corretas".

"Se as circunstâncias forem corretas, certamente estaria de acordo" em se encontrar com o presidente iraniano, ressaltou o americano em entrevista coletiva conjunta com o presidente da França, Emmanuel Macron, no fechamento da cúpula do G7.

Trump afirmou ter "boas sensações" com o Irã, embora tenha antecipado que qualquer novo acordo nuclear deve exigir que o Irã não tenha acesso à arma nuclear e nem desenvolva mísseis balísticos "durante muito mais tempo".

O presidente americano afirmou que o Irã "não é o país que era" quando chegou à Casa Branca há dois anos e meio, por isso que não fechou a porta a uma negociação para alcançar um novo pacto nuclear que substitua o assinado em 2015, que voltou a qualificar como "um mau acordo".

A porta para uma eventual reunião entre Trump e Rohani foi aberta minutos antes pelo francês Macron ao afirmar que "há condições" para que ocorra esse encontro e que espera que possa ser acordado "nas próximas semanas".

"Trump quer um período muito mais longo (para o acordo) e mais lugares vigiados. Por outro lado, podemos convencer os iranianos a ir nesse direção se dermos compensações econômicas", afirmou.

Para Macron, ocorreu uma mudança relevante na postura iraniana depois que Rohani disse nesta manhã que dialogará com qualquer país se isso beneficiar o Irã. EFE