PUBLICIDADE
IPCA
0,64 Set.2020
Topo

EUA afirmam que é cedo para saber se reservas de petróleo serão necessárias

16/09/2019 13h10

Washington, 16 set (EFE).- O secretário de Energia dos EUA, Rick Perry, explicou nesta segunda-feira que "ainda é cedo" para saber se será necessário recorrer à Reserva Estratégica de Petróleo (SPR, na sigla em inglês) do país para compensar o aumento dos preços do petróleo após o ataque de sábado contra duas refinarias sauditas.

"Acho que ainda é um pouco cedo para fazer comentários sobre se vamos necessitar ou não a SPR até que tenhamos uma verdadeira avaliação do tempo que as instalações estarão fechadas", afirmou Perry em entrevista à emissora "CNBC".

O preço do petróleo do Texas (WTI) para entrega em outubro abriu nesta segunda-feira em forte alta de 10,50%, superando a barreira dos US$ 60 o barril, em um ambiente volátil após os ataques do fim de semana na Arábia Saudita.

No domingo, o presidente Donald Trump autorizou a liberação de petróleo da reserva estratégica dos EUA para garantir o fornecimento mundial, caso necessário.

Perry informou que "os sauditas já estão dizendo que serão capazes de recuperar um terço da produção antes que termine" a jornada. Atualmente, os EUA têm guardados 630 milhões de barris para casos de emergência.

Essa reserva foi criada em 1975, depois do embargo árabe de petróleo que elevou os preços e provocou uma aguda crise econômica. O objetivo é evitar futuras interrupções no fornecimento de petróleo e servir como uma "ferramenta de política externa", de acordo com o Departamento de Energia dos EUA. EFE