IPCA
-0.04 Set.2019
Topo

Governo da Índia anuncia a proibição de cigarros eletrônicos no país

18/09/2019 12h56

Nova Délhi, 18 set (EFE).- O Governo da Índia anunciou nesta quarta-feira a proibição dos cigarros eletrónicos no país, citando, entre outras razões, o uso crescente por jovens e a adoção destes dispositivos por pessoas que não fumam.

A proibição dos dispositivos vai da importação até a venda, segundo explicou a ministra das Finanças, Nirmala Sitharaman, em entrevista coletiva concedida depois de uma reunião com todo a cupúla da administração.

"A decisão tem levado em conta o impacto dos cigarros eletrônicos na juventude de hoje", afirmou a titular da pasta.

Sitharaman argumentou que pessoas que nunca tinham fumado, estão optando pelos dispositivos, por status, e lembrou que, embora pareçam dar ar de estilo para as pessoas, já estão levantando preocupações nos Estados Unidos e outros países do Ocidente.

A ministra lembrou que os cigarros eletrônicos, curiosamente, foram criados como ferramenta para que as pessoas abandonassem o vício, mas acabaram se tornando uma fonte de nicotina por si própria.

Segundo Sitharaman, o governo da Índia levou em conta as recentes mortes nos EUA, como consequência pelo uso destes dispositivos.

O decreto que proíbe os cigarros eletrônicos será publicado nos próximos dias, de acordo com as informações divulgadas pela ministra das Finanças.

De acordo com informações da Pesquisa Mundial de Tabagismo em Adultos, realizada pela Organização Mundial de Saúde, em 2016, quase 100 milhões de indianos fumam, o que representam 10,7% da população local. EFE

Mais Economia