PUBLICIDADE
IPCA
+0,83 Mai.2021
Topo

Macri afirma ser "parte da solução" para a crise argentina

Mauricio Macri ficou em segundo lugar nas primárias - Juan Mabromata - 20.ago.2019/AFP
Mauricio Macri ficou em segundo lugar nas primárias Imagem: Juan Mabromata - 20.ago.2019/AFP

27/09/2019 14h33

O presidente da Argentina, Mauricio Macri, que busca a reeleição nas eleições do dia 27 de outubro, se descreveu nesta sexta-feira como "parte da solução, não do problema" da crise argentina, considerando que seu governo chegou para "resolver problemas estruturais" existentes há décadas no país.

"Não duvide que possamos. Sim, podemos e somos capaz de fazer. Portanto, podemos levar esse país adiante para que todos sejam felizes", afirmou o mandatário, durante inauguração de obras na cidade de Saladillo, na província de Buenos Aires, onde, entre diversas autoridades, Macri esteve acompanhado de grupos de seguidores que não deixaram de entoar o "sim, você pode", tema de sua campanha.

Nas primárias realizadas no dia 11 de agosto, a candidatura de Macri, que obteve 31,7% dos votos, saiu em desvantagem diante do seu rival, o peronista Alberto Fernández, que tem a ex-presidente Cristina Kirchner como candidata à vice.

Os maus resultados de Macri, que geraram forte turbulência no mercado de ações e de câmbio, agravaram a crise econômica que o país atravessa desde 2018 e transformou Alberto Fernández como favorito no pleito.

Macri se mostra confiante em reverter sua derrota nas primárias e para seguir construindo "algo maior", segundo afirmou hoje o presidente.

"Estamos convencidos de que começamos a atravessar uma ponte em direção à Argentina dos valores que queremos, onde olhamos um para o outro, dizendo a verdade. Não maquiamos a verdade, mas a colocamos na mesa e tentamos melhorar e resolvê-la", disse.