PUBLICIDADE
IPCA
0,64 Set.2020
Topo

Catalunha perdeu 5,4 mil empresas desde referendo separatista, diz estudo

12/10/2019 14h05

Madri, 12 out (EFE).- Mais de 5,4 mil empresas deixaram a Catalunha desde o final de 2017 - a partir do referendo separatista de 1º de outubro daquele ano, organizado pelas autoridades soberanistas dessa comunidade autônoma espanhola - e até junho de 2019, segundo dados do Colégio de Registradores da Espanha divulgados neste sábado.

Em plena ebulição do processo independentista, o governo espanhol aprovou um decreto lei que facilitou a mudança de sedes de empresas sem passar pela autorização das comissões de acionistas.

A "fuga de empresas" diminuiu depois de primeiros meses de caos, com executivos preocupados com a instabilidade na região devido às fortes tensões separatistas e incertezas políticas.

A crise política levou milhares de empresas catalãs, entre elas bancos e muitas de suas companhias mais emblemáticas, a transferir suas sedes a outras regiões espanholas. Em 2017, em pleno conflito, 2.536 empresas saíram da Catalunha em apenas três meses.

Dois anos depois da consulta popular de 1º de outubro - considerada ilegal pelo governo espanhol - e da fracassada declaração de independência, que levou os líderes independentistas a serem julgados pelo Tribunal Supremo do país, apenas 1.374 companhias montaram ou reinstalaram suas sedes na Catalunha. EFE