IPCA
0,1 Out.2019
Topo

Dow Jones tem leve alta em pregão marcado por resultado negativo da Boeing

23/10/2019 19h59

Nova York, 22 out (EFE).- O índice Dow Jones Industrial fechou nesta quarta-feira em leve alta de 0,1% em um pregão no qual os investidores repercutiram a notícia de que o lucro da Boeing nos primeiros nove meses de 2019 foi 95% inferior ao do mesmo período no ano anterior.

O principal indicador da Bolsa de Nova York somou 26,86 pontos e chegou a 26.814,96. Já o seletivo S&P 500 subiu 0,28%, para 3.004,52, e o índice composto da Nasdaq avançou 0,19% e fechou aos 8.119,79 pontos.

Apesar do mau resultado divulgado pela Boeing, que vive uma crise de reputação após os acidentes fatais com dois aviões do modelo 737 MAX das companhias aéreas Lion Air e Ethiopian Airlines respectivamente em outubro de 2018 e março deste ano, os investidores avaliaram hoje positivamente as ações da companhia, que subiram 1,04%. O que mais influenciou para esta performance foi a notícia de que a fabricante pretende retomar os voos com este modelo até o final de 2019.

Entre as 30 empresas cotadas no Dow Jones, as maiores altas nesta quarta foram dos papéis de Merck & Co (1,93%), Travelers (1,54%), Coca-Cola (1,47%), Apple (1,34%) e Caterpillar (1,23%). As quedas mais acentuadas foram dos títulos de Nike (-3,28%), American Express (-1,79%), Walgreens (-1,37%) e Home Depot (-1,07%)

No horário de fechamento da bolsa, a onça do ouro subia para US$ 1.494,20, e o rendimento dos treasuries com vencimento em 10 anos aumentava para 1,769%. EFE

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{user.alternativeText}}
Avaliar:

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Economia