PUBLICIDADE
IPCA
0,86 Out.2020
Topo

Opep+ acerta redução de oferta de petróleo bruto em 500 mil barris por dia

06/12/2019 12h22

Viena, 6 dez (EFE).- A Organização dos Países Exportadores de Petróleo e seus aliados (Opep+) concordaram nesta sexta-feira em Viena em retirar 500 mil barris de petróleo bruto por dia do mercado a partir de janeiro, além do corte de 1,2 milhão de barris por dia que entrou em vigor em 1º de janeiro deste ano.

"Para equilibrar o mercado, foi necessário um corte de 500 mil barris por dia", disse o ministro de Energia da Rússia, Alexandr Novak, após a conclusão da sétima reunião da aliança formada pelos 14 integrantes da Opep e outros dez produtores independentes.

Os Ministros do grupo dos 24 países analisarão a situação e, eventualmente, reajustarão o nível do seu aprovisionamento de petróleo em uma reunião extraordinária marcada para 5 de março de 2020, em Viena. Além disso, foi convocada a próxima conferência para 9 de junho, também na capital austríaca.

Novak disse em entrevista coletiva que a Rússia vai contribuir para o novo corte, com uma redução de 70 mil barris por dia, enquanto a da Arábia Saudita será de 167 mil barris por dia, segundo o ministro de Energia do país, Abdulaziz bin Salman

A Arábia Saudita - um dos membros fundadores da Opep - e a Rússia - não integrante - são, de longe, os dois maiores produtores da Opep+, superados apenas pelos Estados Unidos. EFE