PUBLICIDADE
IPCA
0,26 Jun.2020
Topo

Chevron registra lucro 36% maior no 1º trimestre

02/05/2020 01h16

Nova York, 1 mai (EFE).- A Chevron registrou lucro líquido de US$ 3,599 bilhões entre janeiro e março de 2020, 35,9% acima do mesmo trimestre de 2019, mas advertiu que os efeitos da queda dos preços do petróleo devido à pandemia de Covid-19 podem impactar resultados futuros.

A empresa americana informou nesta sexta-feira que, no primeiro trimestre, o lucro líquido por ação foi de US$ 1,93, contra US$ 1,39 do mesmo período de 2019, quase 39% a mais. Já a receita caiu 10,5%, para US$ 31,501 bilhões, abaixo dos US$ 35,2 bilhões registrados no mesmo período do ano passado.

Em comunicado, a empresa disse que atribui os resultados, entre outras variáveis, às margens de refino e comercialização e a um aumento da produção na bacia sedimentar entre Texas e Novo México, mas alertou para os perigos que a queda dos preços do petróleo e a queda da demanda representam.

A Chevron também viu os gastos operacionais aumentarem cerca de 1,7%, para US$ 6,072 bilhões. No mesmo período do ano anterior, foram gastos US$ 5,971 bilhões.

A petroleira adiantou que, como consequência da crise, espera que as despesas operacionais para todo o ano diminuam em cerca de US$ 1 bilhão e afirmou que também suspenderá as recompras de ações previstas.

O presidente e CEO, Michael Wirth, disse que a empresa está tentando responder a "desafios sem precedentes", fazendo mudanças no que pode controlar, a fim de proteger a saúde e o valor da companhia "a longo prazo".

"A Chevron entrou nesta crise bem posicionada, com um balanço forte e um programa de capital flexível. Essas vantagens serão importantes para responder às condições desafiadoras do mercado", comentou Wirth, que acrescentou que uma de suas prioridades é proteger os dividendos da companhia petrolífera.