PUBLICIDADE
IPCA
0,86 Out.2020
Topo

Papa Francisco pede fim do trabalho infantil, após aumento durante a pandemia

10/06/2020 16h49

Cidade do Vaticano, 10 jun (EFE).- O papa Francisco pediu nesta quarta-feira o fim do trabalho infantil, prática que aumentou durante a pandemia de Covid-19, após celebrar a audiência geral na biblioteca do palácio apostólico.

O pontífice lembrou que na próxima sexta-feira é comemorado o Dia Mundial contra o Trabalho Infantil, "um fenômeno que priva as crianças da infância e coloca em perigo o seu desenvolvimento integral".

"Em muitos casos, são formas de escravidão e reclusão com consequências físicas e psicológicas. Na situação atual de emergência sanitária, em muitos países muitas crianças e jovens são obrigados a trabalhar de maneira inadequada à idade, para ajudar as famílias em condições de extrema pobreza", denunciou o papa.

O líder religioso pediu para que as instituições "ponham em prática todos os esforços possíveis para proteger os menores, preenchendo as lacunas económicas e sociais que estão na base da dinâmica distorcida em que infelizmente estão envolvidos".

"Os jovens são o futuro da família humana. Todos temos a missão de promover seu crescimento, saúde e serenidade. Todos somos responsáveis", declarou.

Segundo o Fundo das Nações Unidas para a Infância (Unicef), cerca de 150 milhões de jovens entre 5 e 14 anos de todo o mundo são obrigados a trabalhar.