PUBLICIDADE
IPCA
0,86 Out.2020
Topo

G20 sofre queda recorde de 3,4% no PIB do primeiro trimestre

11/06/2020 14h23

Paris, 11 jun (EFE).- O Produto Interno Bruto (PIB) dos países que integram o G20 sofreu uma queda recorde de 3,4% no primeiro trimestre deste ano, reflexo principalmente da situação no período da China, o primeiro país afetado gravemente pela pandemia da Covid-19, a doença provocada pelo novo coronavírus.

A informação foi divulgada nesta quinta-feira, por meio de comunicado, pela Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE). Segundo a entidade, nunca, desde o início da série histórica, em 1998, a atividade econômica do grupo de nações foi reduzida de maneira tão severa em um período de três meses.

A fase mais dura registrada até o momento do PIB do G20, havia sido a do primeiro trimestre de 2009, com retração de 1,5%.

Em janeiro, fevereiro e março, a queda na China foi de 9,8%, com os efeitos gerados pela pandemia da Covid-19. Itália e França, no entanto, também sofreram fortes reduções, ambas de 5,3%, já que a doença começou a provocar impacto na metade do período medido.

Também houve perdas no primeiro trimestre na Alemanha (2,2%), Canadá (2,1%), Reino Unido (2,1%), Brasil (1,5%), Estados Unidos e Coreia do Sul (ambos 1,3%), entre outros.

Em apenas dois integrantes do G20 houve alta no PIB, na Índia, em 0,7%, e na Turquia, em 0,6%.

Na comparação com o primeiro trimestre do ano passado, também houve redução global entre os países do grupo, de 1,5%, também com a China gerando o maior impacto, em 6,8%, seguida de Itália, com 5,4%, e França, de 5%.