PUBLICIDADE
IPCA
0,86 Out.2020
Topo

Índice de desemprego dos Estados Unidos recua e fecha em 10,2%

Apesar da redução do índice de desemprego, ainda existem 16,3 milhões de pessoas sem trabalho no país - Noam Galai/Getty Images
Apesar da redução do índice de desemprego, ainda existem 16,3 milhões de pessoas sem trabalho no país Imagem: Noam Galai/Getty Images

07/08/2020 14h43

O índice de desemprego nos Estados Unidos caiu em julho 10,2%, uma redução menor que a registrada no mês anterior, que foi de 11,1%, segundo informações divulgadas nesta sexta-feira pelo Departamento de Trabalho do país.

No mês passado, segundo dados oficiais, foram criados 1,8 milhão de novos postos no país, número levemente maior do que a estimativa feita por especialistas, que era de 1,6 milhão.

Quase um terço dos novos empregos foi gerado no chamado setor de hospitalidade, que engloba hospedagem, serviços de alimentação e bebidas, planejamento de eventos, parques temáticos e transporte. Inclui hotéis, restaurantes e bares.

O salário médio nos Estados Unidos, por sua vez, teve ligeira alta e agora é de US$ 29,39 (R$ 157) por hora. O aumento neste mês foi de US$ 0,07 (R$ 0,37).

A participação da força de trabalho, ou seja, a proporção do número de habitantes que está empregada ou buscando emprego, caiu levemente para 61,4%, contra 61,5% no mês de junho.

Apesar da redução do índice de desemprego, ainda existem nos Estados Unidos 16,3 milhões de pessoas sem trabalho.

O dado foi divulgado dias depois do fim do prazo do subsídio adicional por desemprego aprovado em março pelo Congresso e promulgado pelo presidente americano, Donald Trump.

O auxílio, de US$ 600 (R$ 3,2 mil), fez parte de um acordo entre democratas e republicados para reduzir o impacto da pandemia da Covid-19, a doença provocada pelo novo coronavírus, que resultou na aprovação de um pacote bilionário de auxílio.