PUBLICIDADE
IPCA
0,24 Ago.2020
Topo

EUA registram menor número de pedidos de auxílio desemprego em 21 semanas

13/08/2020 14h51

Washington, 13 ago (EFE).- O número de solicitações de auxílio desemprego nos Estados Unidos, pela primeira vez, em 21 semanas, foram de menos de 1 milhão, segundo informou nesta quinta-feira o Departamento de Trabalho do país.

Ao todo, de acordo com os números oficiais, foram 963 mil pedidos, a menor quantidade desde a disparada no fim de março, quando começaram a vigorar rígidas medidas de combate à propagação do novo coronavírus, que provoca a Covid-19.

A média de solicitações das últimas quatro semanas passou a ser de 1,25 milhão, contra 1,34 milhão registrada na última quinta-feira.

No início do ano, durante várias semanas, a média de pedidos pelo auxílio desemprego girava em torno de 215 mil, mas teve salto na última semana de março, com 6,8 milhões de pessoas dando entrada.

Segundo as informações do Departamento de Trabalho, em 1º de agosto, 15,5 milhões de pessoas recebiam o benefício, cerca de 600 mil a menos do que na semana anterior.

O auxílio faz parte de um pacote econômico aprovado pelo governo dos Estados Unidos e garante o pagamento de US$ 600 (R$ 3,2 mil) semanalmente para trabalhadores independentes e terceirizados.

Esse benefício, no entanto, expirou no fim de julho, e congressistas democratas e republicados não conseguiram entrar em acordo sobre a extensão, deixando milhões de famílias em situação de incerteza.

No último sábado, o presidente dos EUA, Donald Trump, assinou uma série de decretos, entre os quais, um que propõe mecanismo pelo qual o subsídio por desemprego será de US$ 400 (R$ 2,18 mil) semanais, com US$ 300 (R$ 1,63 mil) pagos pelo governo e o restante pelos estados.