PUBLICIDADE
IPCA
0,64 Set.2020
Topo

UE pede que sejam evitadas "interpretações nacionalistas" em debate ambiental

29/09/2020 14h52

São Paulo, 29 set (EFE).- O embaixador da União Europeia (UE) no Brasil, o espanhol Ignacio Ybáñez, pediu que sejam evitadas "interpretações nacionalistas" no debate sobre a proteção ambiental e disse à Agência Efe que tanto a indústria quanto a agricultura do país estão conscientes da importância da sustentabilidade.

"Nos debates sobre sustentabilidade é errado optar por interpretações nacionalistas ou de todos contra um. Há uma preocupação ambiental que é internacional. E, na Europa, é muito forte", disse Ybáñez ao ser perguntado sobre se um possível boicote da UE aos produtos brasileiros devido à falta de garantias ambientais tem incomodado o país sul-americano.

"Especialmente a indústria agrícola brasileira descobriu que o elemento consumidor é essencial, porque você produz para que eles comprem, e se no processo de produção você não respeita os padrões que o consumidor quer que você respeite, o consumidor escolhe outro produto", acrescentou.

As empresas europeias passaram a priorizar a sustentabilidade, porque os próprios acionistas estão exigindo cuidado com o meio ambiente, disse o embaixador.

"No Brasil isso foi entendido, e o importante é que os resultados sejam produzidos", concluiu o diplomata.

Na semana passada, o ministro-chefe do Gabinete de Segurança Institucional, Augusto Heleno, ameaçou retaliar países que boicotem produtos brasileiros por causa de questões ambientais.

Essas declarações foram feitas em um momento em que várias organizações não governamentais lançaram campanhas para boicotar os produtos cárneos que a UE importa do Brasil porque acreditam que produtores locais estão promovendo o desmatamento da Amazônia para aumentar áreas para a pecuária. EFE

atc/id

(vídeo)