PUBLICIDADE
IPCA
+0,53 Jun.2021
Topo

Papa Francisco forma grupo de estímulo ao capitalismo inclusivo

08/12/2020 17h54

Roma, 8 dez (EFE).- O papa Francisco e um grupo de diretores de grandes empresas se uniram no Conselho para um Capitalismo Inclusivo com o Vaticano, como forma de tentar apresentar possibilidades de sistemas econômicos mais justos para a população mundial.

"O conselho convida a empresas de todos os tamanhos a aproveitar o potencial do setor privado para construir uma base econômica mais justa, inclusiva e sustentável para o mundo", indicou comunicado enviado pelo órgão.

O grupo é formado por cerca de 30 executivos de alto escalão, chamados de Guardiões do Capitalismo Inclusive, que representam companhias com mais de US$ 2 bilhões de capital e que empregam 200 milhões de trabalhadores, em mais de 163 países, aponta a nota.

O grupo se reunirá anualmente com o papa Francisco e com o cardeal Peter Turkson, que dirige o Dicastério do Vaticano para a Promoção do Desenvolvimento Humano Integral.

A iniciativa, de acordo com comunicado de lançamento, significa a urgência de unir os imperativos morais e de mercado para transformar o capitalismo em uma força poderosa para o bem da humanidade.

"Há necessidade urgente de um sistema econômico que seja justo, confiável e capaz de enfrentar os mais profundos desafios que a humanidade e nosso planeta enfrentam. Vocês aceitaram o desafio procurando maneiras de fazer do capitalismo um instrumento mais inclusivo para o bem-estar humano integral", disse o papa.

O texto assegura que seus membros já se comprometeram com centenas de ações mensuráveis e que assumirão compromissos contínuos para continuar a promover o capitalismo inclusivo.

"O capitalismo criou uma enorme prosperidade global, mas também deixou muitas pessoas para trás, levou à degradação de nosso planeta, e a sociedade não tem muita confiança", disse Lynn Forester de Rothschild, fundadora do Conselho e sócia-gerente da firma Inclusive Capital.

Outros líderes corporativos na iniciativa são Ajay Banga (Mastercard), Brian Moyniham (Bank of America), Alex Gorsky (Johnson e Johnson), Oliver Bate (Allianz SE), William Lauder (Estee Lauder Cos), o diretor-executivo de Visa Inc., Alfred Kelly, entre otros. EFE

vh/bg