PUBLICIDADE
IPCA
+0,83 Mai.2021
Topo

Biden pedirá que Putin atue para frear onda de ciberataques com "ransomware"

02/06/2021 22h09

Washington, 2 jun (EFE).- O presidente dos Estados Unidos, Joe Biden, pedirá ao mandatário russo, Vladimir Putin, que tome atitudes para "impedir e previnir" os ciberataques feitos por grupos criminosos na Rússia contra os EUA, afirmou a Casa Branca nesta quarta-feira.

A porta-voz da presidência, Jen Psaki, informou, em entrevista coletiva diária, que a cibersegurança será um dos assuntos abordados por Biden durante a reunião com Putin em Genebra, no dia 16 de junho, o primeiro encontro entre ambos desde que o americano tomou posse.

"O presidente Biden acredita que o presidente Putin e o governo russo têm um papel a desempenhar para impedir e prevenir estes ataques. Quando há entidades criminosas em um país, certamente há uma responsabilidade. Não é algo aceitável, vamos destacar isso", disse Psaki.

A declaração de Psaki vem um dia após a divulgação de outro ciberataque com "ransomware", desta vez contra a JBS, que suspendeu temporariamente as operações.

Ataques cibernéticos deste tipo bloqueiam sistemas informáticos, que são liberados apenas quando empresas ou instituições pagam um resgate aos hackers.

Em maio, o grupo DarkSide, também localizado na Rússia, realizou um ataque similar contra a Colonial Pipeline, a maior rede de oleodutos dos EUA.