PUBLICIDADE
IPCA
+0,83 Mai.2021
Topo

Biden retira ordens de Trump para proibir TikTok e WeChat nos EUA

09/06/2021 20h54

Washington, 9 jun (EFE).- O presidente dos Estados Unidos, Joe Biden, retirou nesta quarta-feira as ordens executivas que buscavam proibir as redes sociais TikTok e WeChat no país - medidas apresentadas pelo antecessor no cargo, Donald Trump - e decidiu abrir uma investigação para identificar riscos de segurança vinculados à China.

O novo decreto ordena que o Departamento de Comércio inicie uma análise "rigorosa e baseada em evidências" sobre os aplicativos que coletam informações pessoais dos usuários e cujas tecnologias têm laços chineses.

"Certos países, incluindo a China, buscam utilizar tecnologias digitais e dados dos americanos que apresentam riscos inaceitáveis para a segurança nacional, ao mesmo tempo que ajudam os controles e interesses autoritários", disse a Casa Branca.

Concretamente, o governo dos EUA visa os aplicativos que "são propriedade, controlados ou geridos por pessoas que apoiam um adversário militar estrangeiro ou atividades de inteligência, estão envolvidas em atividades cibernéticas maliciosas ou armazenam dados pessoais sensíveis".

As ordens de Trump, datadas de agosto de 2020, permanecem bloqueadas por decisão judicial. O ex-presidente chegou ao ponto de exigir que a empresa proprietária da TikTok, a chinesa ByteDance, vendesse o negócio no país a empresas americanas.

A decisão de Biden é divulgada no mesmo dia em que o mandatário inicia a sua primeira viagem internacional desde que chegou à Casa Branca. O democrata irá à cúpula do G7 no Reino Unido, a reuniões com parceiros europeus em Bruxelas e à sua primeira reunião com o presidente russo, Vladimir Putin.

Pouco antes de embarcar, o Biden disse que o objetivo da viagem à Europa é "reforçar a aliança" e "deixar claro à Rússia e à China que "EUA e Europa estão juntos".