PUBLICIDADE
IPCA
1,25 Out.2021
Topo

Preços ao consumidor na Argentina apresentam alta de 3,2% em junho

16/07/2021 03h21

Buenos Aires, 15 jul (EFE).- Os preços ao consumidor na Argentina registraram em junho uma alta de 3,2% na comparação com maio, enquanto colocados frente a frente com o mesmo período do ano passado uma elevação de 50,2%, indicou nesta quinta-feira o Instituto Nacional de Estatísticas e Censos o país (Indec).

Os dados referentes aos dados mensais apresentam um leve sinal de desaceleração da inflação, que em maio foi de 3,3%, na comparação com abril deste ano.

De acordo com boletim divulgado hoje, no mês passado, os bens de consumo tiveram uma variação positiva de 3,4%, enquanto os serviços subiram 2,7%. Os mesmos itens, colocados frente a frente com o índice de junho do ano passado subiram 57% e 35,5%, respectivamente.

Entre as altas mais expressivas de junho está a dos serviços de comunicação, em 7%, impulsionada pelo aumento das tarifas de telefonia móvel e da internet, também das bebidas alcoólicas e produtos de tabaco (5,5%).

O setor de alimentos e bebidas não alcoólicas, por sua vez, alcançou elevação de 3,2%.

Nos seis primeiros meses de 2021, a inflação acumulada na Argentina é de 25,3%, de acordo com os dados apresentados pelo Indec. No ano passado, o índice chegou a 36,1%.

A estimativa do governo era de que a alta nos preços chegasse a 29%. No entanto, prognósticos revisados pelo Banco Central do país apontam para elevação de 48%, devido ao impacto da pandemia da covid-19.

PUBLICIDADE