PUBLICIDADE
IPCA
0,87 Ago.2021
Topo

Cuba vende 5 milhões de doses da vacina Abdala para o Vietnã

21/09/2021 00h43

Havana, 20 set (EFE).- Cuba fornecerá ao Vietnã sua vacina contra a Covid-19 Abdala através de um contrato assinado nesta segunda-feira em Havana, que, em princípio, estabelece a compra de 5 milhões de doses da droga pelo país asiático.

O presidente vietnamita, Nguyen Xuan Phuc, que iniciou sua primeira visita oficial a Cuba no último sábado, participou da assinatura do acordo entre o Centro Cubano de Engenharia Genética e Biotecnologia (CIGB) e o Centro de Pesquisa em Produtos Biológicos e Vacinas da nação asiática (Polyvac).

O acerto faz parte dos acordos sobre biotecnologia, saúde e áreas econômicas concluídos durante a estadia de Phuc na ilha, que foi concluída hoje em Santiago de Cuba. Na cidade, ele prestou homenagem ao líder cubano morto Fidel Castro, de acordo com a mídia estatal.

O CIGB - instituição científica cubana que desenvolveu a Abdala - informou anteriormente que a agência reguladora de medicamentos do Vietnã havia aprovado a importação e o uso emergencial da vacina contra o vírus SARS-CoV-2.

A diretora do CIGB, Marta Ayala, afirmou que as autoridades vietnamitas estão interessadas em aplicar a vacina cubana - que demonstrou 92,2% de eficácia em ensaios clínicos - para imunização tanto em suas populações adultas quanto pediátricas. O imunizante, que para maior efeito prevê a aplicação de três doses em 28 dias, já é usado no Irã e na Venezuela.

Outros acordos para fortalecer a cooperação bilateral em áreas como turismo e energia estavam na agenda da grande delegação chefiada pelo presidente vietnamita.

As redes de hotéis cubanas Gran Caribe e Cubanacán assinaram memorandos de entendimento com a entidade vietnamita City Land Investment Company Limited para a constituição de duas 'joint ventures' para a construção e desenvolvimento de projetos conjuntos.

Da mesma forma, a Unión Eléctrica da ilha e a Thai Bihn Green Power Investment Corporation chegaram a um acordo de compra de energia para um projeto na Zona Especial de Desenvolvimento de Mariel (ZEDM), principal centro de negócios de Cuba. A região conta com uma plataforma de produção e logística para o estabelecimento de empresas cuja produção e serviços são destinados aos mercados interno e de exportação.

PUBLICIDADE