PUBLICIDADE
IPCA
0,87 Ago.2021
Topo

Governo do Panamá e Copa Airlines anunciam incentivos para reativar turismo

24/09/2021 14h35

Cidade do Panamá, 23 set (EFE).- O governo do Panamá e a Copa Airlines anunciaram nesta quinta-feira um conjunto de incentivos para reativar o setor do turismo no país, duramente impactado pela pandemia de covid-19, em um momento em que as autoridades estão eliminando gradualmente as restrições.

"O aporta da Copa está englobado em dois aspectos: um tem a ver com a oferta de tarifas promocionais muito agressivas de diferentes destinos que são fundamentais para o país e para as diferentes iniciativas que estamos lançando. Por outro lado, há o mercado, com os nossos próprios recursos", disse à Agência Efe o diretor sênior de marketing, comunicação externa e programa de passageiro frequente da Copa Airlines, Marco Ocando.

A Copa Airlines, juntamente com o Fundo de Promoção do Turismo (Promtur Panamá), apresentou uma série de iniciativas, inclusive incentivos especiais e tarifas com desconto nas passagens aéreas.

Estas são "iniciativas que estão sendo implementadas ou serão implementadas em breve e buscam reativar a indústria turística do Panamá", disse o diretor da Promtur Panamá, Fernando Fondevila.

Entre elas está o programa "Panamá Stopover", que oferece um incentivo para que os passageiros que transitam anualmente pelo aeroporto de Tocumen, com qualquer voo da Copa Airlines, incluam no itinerário uma estadia de até seis dias e sete noites, sem custos adicionais na tarifa aérea.

"Este programa tinha sido lançado antes da pandemia e foi muito bem-sucedido no curto prazo. Mas, por razões óbvias, tivemos de interrompê-lo. Mas hoje temos um programa melhorado", analisou Fondevila.

Outra é "Panama Irresistível", que se baseia em tarifas aéreas com desconto para o Panamá a partir de mais de 30 lugares. As tarifas especiais têm, em média, um desconto de 35% nos preços das passagens.

Juntamente com a Autoridade de Turismo do Panamá, o Ministério da Presidência, o Ministério da Saúde e a Autoridade de Inovação Governamental, a companhia aérea panamenha também promove o programa de vacinação turística "Vacutur Panamá", que oferecerá a opção aos turistas com mais de 30 anos de idade de serem vacinados contra a covid-19 com doses da AstraZeneca.

"Penso que o Panamá é o único país que está ativamente promovendo que os turistas venham se vacinar. Existem outros países que permitem a vacinação, mas não a promovem ativamente. Isto é algo que o Panamá é pioneiro", acrescentou Ocando.

A partir da semana que vem, o toque de recolher será eliminado em grande parte do país, após mais de um ano e meio de pandemia, durante a qual as autoridades impuseram diversas restrições de mobilidade.

A economia panamenha se contraiu 17,9% no ano passado, enquanto o setor hoteleiro fechou com prejuízos de US$ 480 milhões. Até agosto, a ocupação dos hotéis não chegava a 10%, segundo dados do setor. EFE

adl/vnm

(foto)(vídeo)

PUBLICIDADE