PUBLICIDADE
IPCA
0,87 Ago.2021
Topo

Powell, do Fed, diz que inflação é mais alarmante do que no início do ano

Chair do Federal Reserve, Jerome Powell - POOL
Chair do Federal Reserve, Jerome Powell Imagem: POOL

28/09/2021 17h46

O presidente do Federal Reserve (Fed, banco central dos Estados Unidos), Jerome Powell, admitiu nesta terça-feira que a inflação dos EUA está mais preocupante e estrutural do que no início deste ano, após ter garantido nos últimos meses que era algo "transitório".

"Sim, penso que é justo dizer que é", respondeu Powell ao Comitê Bancário do Senado quando perguntado por um congressista se a inflação atual está mais preocupante e estrutural do que estava meses atrás.

Além disso, Powell disse que os problemas da cadeia de abastecimento nos EUA, uma das principais razões da inflação elevada, "não só não melhoraram, como em alguns casos pioraram".

"As restrições da cadeia de abastecimento estão no centro da inflação e se agravaram", explicou.

Powell reconheceu diante dos senadores que "é provável" que a inflação permaneça elevada nos próximos meses antes de ficar moderada. O presidente do Fed anunciou que as taxas de juro aumentarão "se a inflação sustentada se tornar uma séria preocupação".

"À medida que a economia continua a reabrir e as despesas recuperam, estamos assistindo a uma pressão ascendente sobre os preços, particularmente devido à estagnação da oferta em alguns setores", acrescentou Powell.

A inflação anual dos EUA diminuiu em agosto 0,1 ponto percentual, para 5,3%, no primeiro sinal de um arrefecimento dos preços após meses de aumentos sustentados, embora ainda se mantenha em níveis muito elevados.

Em julho, o banco liderado por Powell projetou em 7% o crescimento na economia dos EUA estimado para 2021 e a inflação no final do ano em 3,4%.

PUBLICIDADE