PUBLICIDADE
IPCA
1,25 Out.2021
Topo

Dólar atinge maior cotação em 2021 no mercado informal da Argentina

21/10/2021 01h48

Buenos Aires, 20 out (EFE).- O dólar no mercado informal da Argentina fechou nesta quarta-feira a 188 pesos por unidade, seu valor mais alto neste ano, devido à demanda dos investidores diante das incertezas sobre a direção da economia do país.

O chamado "dólar blue" (mercado informal de varejo) subiu 1 peso em relação ao fechamento de terça-feira e está a sete pesos de alcançar o recorde histórico de 195 pesos por unidade registrado em outubro de 2020.

Já o preço do dólar no mercado formal de varejo, onde as operações são muito limitadas devido a várias restrições impostas pelas autoridades monetárias argentinas, permaneceu estável nesta quarta-feira, em 104,75 pesos para venda ao público no Banco Nación, que é estatal.

Analistas de mercado observaram que as pressões ascendentes sobre o mercado de câmbio da Argentina tendem a crescer com a aproximação das eleições legislativas de 14 de novembro.

Além das dúvidas políticas sobre o resultado do pleito, no qual o partido governista pode perder força no Parlamento, a incerteza sobre a direção da economia do país está crescendo, e os investidores estão procurando proteção na moeda americana.

Em um cenário complexo de reservas monetárias limitadas, o banco central argentino anunciou neste mês novas medidas para o acesso ao dólar para importações.

Isso permitiu que a autoridade monetária colocasse um fim à queda das reservas e tivesse nos últimos dias uma posição de compra no mercado de câmbio atacadista, onde a moeda americana fechou nesta quarta-feira a 99,35 pesos para venda, quatro centavos a mais em relação ao fechamento de terça-feira.

Já o preço do dólar nos mecanismos financeiros para investidores mais sofisticados foi negociado mais caro nesta quarta-feira pelo nono dia consecutivo.

O chamado dólar "com liquidação" (CCL, que consiste em comprar ações ou títulos localmente com pesos argentinos e vendê-los em dólares em Wall Street) subiu 0,3%, para 179,06 pesos por unidade. EFE

PUBLICIDADE