PUBLICIDADE
IPCA
1,25 Out.2021
Topo

IPC chinês sobe 1,5% em outubro, e inflação industrial bate recorde

10/11/2021 04h20

Xangai (China), 10 nov (EFE).- O índice de preços ao consumidor (IPC) da China, o principal indicador da inflação, subiu 1,5% em outubro em relação ao mesmo mês no ano passado, enquanto o índice de preços ao produtor (PPI), que mede a inflação no atacado, estabeleceu um novo recorde ao subir 13,5%.

Dados divulgados nesta quarta-feira (data local) pelo Departamento Nacional de Estatísticas mostram que o IPC registrou alta duas vezes maior que a registrada em setembro (0,7%), um pouco acima das expectativas dos analistas locais. Este aumento coloca um fim a um período de quatro meses consecutivos de desaceleração.

No caso do PPI, o aumento anual foi 2,8 pontos maior do que o registro do mês anterior, também ficando bem acima da previsão dos analistas chineses, que era de 12%.

No caso do PPI, seu aumento anual foi 2,8 pontos maior do que no mês anterior, e também foi bem superior ao previsto pelos especialistas, cujas previsões eram de cerca de 12%. Em outubro, pelo segundo mês consecutivo, o PPI registrou o maior aumento em sua série histórica.

O Departamento Nacional de Estatísticas culpou por esta situação os problemas logísticos globais, o aumento dos preços das matérias-primas e a crise energética que tem levado a políticas de racionamento em importantes centros industriais do país asiático desde meados de setembro. EFE

PUBLICIDADE