PUBLICIDADE
IPCA
0,73 Dez.2021
Topo

Banco do México eleva taxa de juros para 5,5% em meio à alta da inflação

16/12/2021 22h37

Cidade do México, 16 dez (EFE).- O Banco do México (Banxico) elevou nesta quinta-feira a taxa de juros para 5,5%, o que representa uma subida de 50 pontos base e o quinto aumento consecutivo na meta em meio à maior inflação das últimas duas décadas.

O Conselho de Administração do banco central aprovou esta decisão com uma votação onde quatro membros apoiaram a nova taxa e apenas um deles, Gerardo Esquivel, foi a favor do aumento da taxa em 25 pontos base, como nas últimas quatro decisões.

"Com essa ação, a postura da política monetária está de acordo com a trajetória necessária para que a inflação convirja para seu objetivo de 3% dentro do horizonte de projeção", defendeu o conselho em sua decisão.

O órgão autônomo decidiu aumentá-lo após revelar na semana passada que a taxa de inflação geral atingiu em novembro 7,37% na base anual, o nível mais elevado para o México em duas décadas, enquanto a taxa subjacente cresceu 5,67%.

Em sua decisão, o Banxico destacou que as projeções de inflação "foram revisadas novamente em alta, especialmente para 2022".

O banco central agora prevê que a inflação global encerre 2021 em 7,1%, em comparação com a estimativa anterior de 6,8%.

Para o primeiro trimestre de 2022, espera-se um aumento de 6,7% nos preços, que moderaria para 3,5% no final do ano que vem.

"O Conselho de Administração avaliou a magnitude e a diversidade dos choques que afetaram a inflação e os fatores que a determinam, o risco de contaminação da formação de preços e os desafios decorrentes do aperto das condições monetárias e financeiras globais", justificou o Banxico.

Este é o quinto aumento consecutivo que o banco central realiza na taxa de juros após 24 de junho, 12 de agosto, 30 de setembro e 11 de novembro.

Mas, desta vez, o aumento foi de 50 pontos base, enquanto nas anteriores a taxa aumentou 25.

Antes, o banco central mexicano tinha mantido a taxa de referência em 4% desde fevereiro, a mais baixa desde 2016.

O próximo anúncio de política monetária do Banxico está previsto para 11 de fevereiro de 2022, quando Victoria Rodríguez Ceja substituirá o atual governador da entidade, Alejandro Díaz de León, após sua nomeação pelo presidente Andrés Manuel López Obrador. EFE

PUBLICIDADE