PUBLICIDADE
IPCA
0,73 Dez.2021
Topo

EUA têm centenas de voos cancelados pelo 4º dia seguido devido à ômicron

27/12/2021 16h44

Nova York, 27 dez (EFE).- As principais companhias aéreas dos Estados Unidos cancelaram nesta segunda-feira, pelo quarto dia consecutivo, centenas de voos devido ao avanço da variante ômicron da covid-19, informou a empresa americana Flight Aware, especializada em fornecer dados em tempo real de voos.

Por volta das 9h15 (horário local, 11h15 de Brasília) na costa leste dos EUA, 810 rotas que tinham como destino ou ponto de partida o país já haviam sido suspensas.

O número é inferior aos 1.517 voos que não saíram ontem. No sábado, outros mil aviões com destino ou decolagem nos Estados Unidos também não decolaram e na sexta-feira, véspera de Natal, 700 aeronaves permaneceram nos hangares, segundo a Flight Aware.

A nível mundial, hoje, 2.327 rotas foram suspensas, enquanto 5.852 sofreram atrasos.

As companhias aéreas pedem a seus viajantes que consultem sites e aplicativos para saber mais sobre seus voos.

A empresa United Airlines reconheceu que o aumento dos casos por ômicron nos EUA está tendo um "impacto direto" nas tripulações de voo e outros funcionários da empresa, que precisam ficar em casa para se recuperar da doença e não infectar outras pessoas.

Na semana passada, várias companhias aéreas solicitaram aos Centros de Controle de Doenças dos EUA (CDC, na sigla em inglês) que reduzissem a quarentena de pilotos vacinados infectados com coronavírus de 10 para cinco dias.

De acordo com o CDC, essa variante já se tornou predominante nos Estados Unidos, pois entre os dias 12 e 18 deste mês foi responsável por 73,2% dos novos casos.

Os Estados Unidos continuam a ser um dos países mais atingidos pela pandemia da covid-19, com mais de 800 mil mortes e 52 milhões de infecções desde março de 2020, indica a contagem da Universidade Johns Hopkins. EFE

PUBLICIDADE