PUBLICIDADE
IPCA
0,47 Mai.2022
Topo

OMC espera solução sobre patentes de vacinas contra covid-19 em 1 mês

28/01/2022 21h10

Paris, 28 jan (EFE).- A diretora-geral da Organização Mundial do Comércio (OMC), a nigeriana Ngozi Okonjo-Iweala, espera que "dentro de um mês" possa ser alcançado um "ponto de partida" satisfatório para ambos os países a favor da liberação de patentes de vacinas contra a covid-19, e para aqueles que se lhe opõem.

"A questão das patentes é muito complexa, estamos tentando avançar, ainda não estamos lá. Dentro de um mês esperamos ter um ponto de partida que sirva de compromisso" para os dois blocos opostos de países, disse Okonjo-Iweala, após reunião em Paris com o ministro do Comércio Exterior da França, Franck Riester.

A diretora da OMC explicou que existe um grande grupo de países, cerca de 100, a favor da liberação de patentes para facilitar a produção e distribuição de vacinas contra a covid-19. "Eles acreditam que a liberação é essencial para o acesso" à imunização.

Ngozi Okonjo-Iweala lamentou que 99% das doses de vacinas contra a covid-19 da África sejam importadas.

Por outro lado, lembrou que há "muitos países desenvolvidos" que consideram que as patentes podem "desincentivar" a inovação científica que conduza ao desenvolvimento de novas vacinas.

Por isso, a ideia é alcançar "a um ponto de partida em um assunto que está na OMC há quase dois anos, em que a transferência de tecnologia e patentes são combinadas, protegendo a inovação", acrescentou. EFE