PUBLICIDADE
IPCA
1,06 Abr.2022
Topo

OCDE destaca recuperação econômica da Colômbia da crise causada pela pandemia

10/02/2022 21h41

Paris, 10 fev (EFE).- A OCDE indicou nesta quinta-feira que a economia da Colômbia se recuperou de maneira notável da crise causada pela pandemia da covid-19, mas sugeriu que a guarda não seja baixada, devido ao agravamento dos problemas sociais existentes e pelo país ter um dos índices mais altos de pobreza na América Latina.

Em um relatório específico sobre a situação colombiana, que sucede o que foi publicado em outubro de 2019, a organização aponta que, após uma retração de 6,8% no PIB em 2020, uma marca inédita na história do país, para os anos 2021 a 2023 a expectativa é de crescimento de 9,5%, 5,5% e 3,1%, respectivamente.

Isso não anula que a pandemia tenha gerado um profundo impacto nos meios de subsistência, com 3,5 milhões de pessoas entrando na linha da pobreza, que passa a ter 21 milhões de colombianos, o que representa 42,5% da população.

A Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico, que tem sede em Paris, sustenta que as perspectivas de crescimento dependerão das reformas que sejam adotadas para ampliar a proteção social e impulsionar a produtividade.

Nas últimas décadas, segundo a análise da OCDE, a Colômbia teve estabilidade econômica destacável, graças a políticas macroeconômicas sólidas, mas o mercado de trabalho no país está caracterizado "por profundos desafios estruturais, incluindo a elevada informalidade". EFE