PUBLICIDADE
IPCA
0,47 Mai.2022
Topo

Musk diz faltarem assuntos a resolver para concluir compra do Twitter

21/06/2022 15h17

Redação Central, 21 jun (EFE).- O magnata Elon Musk afirmou nesta terça-feira, em Doha, no Catar, que ainda falta a solução de algumas questões, para que a compra do Twitter seja consumada, depois de ter anunciado a aquisição por US$ 44 bilhões (R$ 227,2 bilhões).

"Há ainda assuntos sem resolver", disse o fundador da Tesla, durante uma videoconferência no Fórum Econômico do Catar.

Segundo Musk, concretamente, há três temas que aguardam uma resolução por parte da companhia.

Entre eles, está "a quantidade de contas falsas e spam que o Twitter diz ser de 5%, embora, não seja nossa informação", indicou.

No último dia 6, o magnata ameaçou não consumar a compra da plataforma, justamente, por causa dessas questões, revelando que não havia recebido da empresa os dados que havia solicitado.

No dia 28 de março deste ano, a direção da companhia tecnológica aceitou a oferta de compra feita por Musk de US$ 44 bilhões, a partir do cálculo por ação de US$ 54,20.

Hoje, o magnata garantiu que, caso seja consumada a compra do Twitter, a China não será afetada.

"O Twitter não opera na China", disse, completando que acredita que o país asiático "não interfere na liberdade de expressão nos Estados Unidos".

Dessa forma, Musk admite entender que não haverá problemas para equilibrar seus interesses com a Tesla na China, com a eventual aquisição da plataforma.

Durante o Fórum no Catar, o magnata foi questionado se votaria em Donald Trump nas eleições presidenciais dos Estados Unidos, que ocorrerão em 2024, e desconversou.

"Estou muito indeciso neste momento", respondeu. EFE