PUBLICIDADE
IPCA
-0,68 Jul.2022
Topo

Dólar dá novo salto no mercado informal de câmbio da Argentina

20/07/2022 22h25

Buenos Aires, 20 jul (EFE).- O dólar no mercado informal de câmbio da Argentina saltou novamente nesta quarta-feira, estabelecendo um novo recorde em meio à crescente incerteza entre os investidores.

A moeda americana subiu 17 pesos no mercado informal, para uma nova máxima de 318 pesos por unidade. Entretanto, no estatal Banco Nación - onde as transações são limitadas a US$ 200 por mês por pessoa, sob certas condições, e tributadas por uma taxa adicional - o dólar permaneceu estável, com máxima de 135,75 pesos para venda ao público.

A estes valores, a diferença entre a taxa oficial e o chamado "dólar blue" (informal) é de 134%. Até este mês, o preço do "dólar blue" subiu 33,6%, enquanto no mercado formal a subida foi de 4,4%, diferença que alimenta os receios de um salto iminente na taxa de câmbio oficial.

O preço do dólar na Argentina tem subido constantemente desde finais de junho, quando foram acrescentadas restrições ao acesso à moeda estrangeira e depois o ministro da economia, Martin Guzman, renunciou em meio a tensões financeiras e políticas.

O valor em dólares dos mecanismos financeiros para os investidores mais sofisticados também foi negociado em alta nesta quarta-feira, atingindo novas máximas.

Especialistas locais relacionam o aumento da demanda de dólares com a necessidade de cobertura por investidores cautelosos com o progresso da economia local, marcada por fortes desequilíbrios, a escassez de divisas estrangeiras e problemas de financiamento, entre outros fatores.

A empresa Portfolio Personal Investments (PPI) advertiu em relatório que a diferença cambial disparou para uma nova máxima dos últimos 32 anos e "as pressões de desvalorização estão aumentando".

"Qual é o risco de um salto discreto na taxa de câmbio sem a âncora da consolidação fiscal nem credibilidade? Essa inflação vai acelerar acentuadamente", analisou a empresa. EFE