Bolsas

Câmbio

Sinduscon-SP manifesta preocupação com crise e cobra continuidade das reformas

Circe Bonatelli

São Paulo

O Sindicato da Indústria da Construção Civil do Estado de São Paulo (Sinduscon-SP) publicou uma nota nesta quinta-feira, 18, manifestando profunda preocupação com a crise política e seus desdobramentos sobre a situação econômica do País, além de cobrar continuidade das reformas.

"No momento em que a economia sinalizava o início de uma recuperação e o nível de desemprego parecia haver estancado, a crise política recrudesceu", afirmou o presidente do sindicato, José Romeu Ferraz Neto.

O Sinduscon-SP cobra que as lideranças políticas não permitam que o país perca conquistas como a redução da inflação e o reequilíbrio das contas públicas. Além disso, pedem a aprovação das reformas previstas.

"Será necessário perseverar com determinação e serenidade nesta trajetória, com a aprovação das reformas previdenciária e trabalhista, em mais uma etapa essencial à saída da recessão econômica", ressalta Ferraz Neto.

"Sabemos que esta tarefa enfrentará enorme dificuldade diante da crise política, mas temos confiança em que as instituições e as lideranças políticas responsáveis saberão encontrar o caminho para lidar institucionalmente com a situação sem prejuízo das reformas".

O Sinduscon-SP lembra que a indústria da construção civil brasileira já cortou mais de 1 milhão de trabalhadores desde o início da crise, sendo o único setor econômico que continuou registrando demissões no mês passado.

"Será injusto e revoltante que a crise política retraia ainda mais a volta dos investimentos necessários à geração massiva de empregos proporcionada por este e outros segmentos da atividade econômica", complementa.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos