Banco Mundial corta projeção de PIB da Índia nos 12 meses até março passado

Nova Délhi

O Banco Mundial rebaixou sua estimativa para o crescimento econômico da Índia no mais recente ano fiscal, encerrado em março, de 7% para 6,8%. O período ficou marcado pela surpreendente decisão do primeiro-ministro Narendra Modi de agir em novembro para cancelar a validade de todas as cédulas de rupias de alto valor, a fim de combater a evasão fiscal e outros crimes.

A decisão política teve como resultado um corte nos gastos das famílias. As companhias mandaram funcionários para casa e adiaram investimentos. Ainda assim, preocupações iniciais de que a política tivesse gerado uma freada brusca na economia foram exageradas, segundo Frederico Gil Sander, economista sênior do Banco Mundial concentrado em Índia. Como as pessoas sabiam que a restrição às cédulas seria temporária, os lojistas venderam produtos a crédito e os fornecedores deram às empresas mais espaço para atrasar pagamentos. "Acontece que os indianos precisam muito menos de cédulas do que no passado", afirmou Sander.

O Banco Mundial projeta que o crescimento do PIB indiano se recupere para 7,2% no atual ano fiscal e avance a 7,7% no próximo. Fonte: Dow Jones Newswires.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos